quinta-feira, 22 de julho de 2010

Diretor da Santa Casa manda retirar aparelhagem de repórter

Olha o que eu achei no Sobral Portal de Notícias (SPN):

O radialista da Rádio Caiçara, Gege Romão, denunciou nesta terça-feira, que os fios da  linha de transmissão privada (LP), do repórter Gegê Romão, foi retirada da parte externa da Santa Casa de Misericórdia de Sobral, por determinação da direção do hospital(fios que passava por cima do muro na parte externa do hospital).

De acordo com o comunicador, a decisão da retirada que o mantinha interligado com o estúdio da emissora, ocorreu na tarde de segunda-feira.

Segundo o Sr. Antônino(chefe do setor de emergência) a decisão foi da direção do hospital, o reporter Gegê Romão,atribui essa atitude, às críticas que tem sido feitas ao atendimento aos pacientes.

Na noite desta terça-feira, para dar continuidade ao trabalho teve que usar um telefone público (TP). A direção da emissora estuda uma outra maneira para continuar com estúdio montado em frente a esta unidade hospitalar.

Lamentamos essa atitude, do  tempo da ditadura,querer calar o radialista,que abre espaço para a comunidade mais carente revendicar seus direitos, é um ato lamentavel, é bom lembrar que na direçao do hospital, estar um padre, Edmilson Eugenio.

Segundo repórter Gege, o plantão da Santa Casa que estar no ar há mais de 15 anos vai continuar do mesmo jeito.

Bem, esperemos uma manifestação por parte da diretoria. Enquanto isso, decoremos o nome EDMILSON EUGENIO e alimentemos nosso ódio para eventuais necessidades.

Saúde deveria ser a prioridade de qualquer governo. A saúde trata de vidas a curtíssimo prazo. Educação e todo o resto são a prazos maiores. Quem sente dor, quem precisa de intervenção para viver quer urgência e qualidade no atendimento. Só esse argumento já basta.

Quem discorda é porque não sente a dor e é desprovido da empatia necessária. Pessoas assim seriam meus alvos SE eu fosse um terrorista rsrs.

Ah, quer saber mais? Procure um médico num posto de saúde nesse período. Eles vão marcar a consulta pra quando você já nem tiver sintomas (por autocura ou morte). Ou empurram você pro Hospital Dr. Estevam, mas lá tá lotado. Aí vão mencionar que ainda tem aquela unidade lá da Cohab, mas lá também não tem médico. Enfim, desista e vá pra casa. Ou você pode fingir um atropelamento e conseguir uma vaga na emergência. São só idéias.

Enfim, eu fico revoltado com dinheiro mal gasto. E olha que nem seria preciso taaaanto pra dar qualidade de vida pra quem ameaça padecer dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário