quinta-feira, 15 de outubro de 2009

19!

Ontem foi meu aniversário!

Fazer 18 anos foi legal, representou uma passagem na minha vida. Eu passava a ser responsável por mim. E tudo mais que vem naquelas piadas: poder ser preso, alugar filme pornô...

Ter 19 não tem o mesmo sabor. A sensação é de que a gente realmente tá envelhecendo. O tempo não espera. Vi que nos meus 18 anos eu não fiz nenhuma grande besteira e consegui direcionar minha vida num rumo legal. Bem que eu senti (e ainda sinto) falta de ser (como se diz por aí) mais fuleiro. Mas isso faz parte das tais escolhas intertemporais ditadas pelo prof. Elano: sacrificar hoje pra colher frutos bem maiores no futuro. Essa parece aquela analogia do bolo com relação a economia, esperar ele crescer pra depois dividir, no caso, usufruir de um bolo maior.

Será se eu vou saber a hora certa? Será se eu vou ter a disposição pra aproveitar? Talvez sim. E eu vou estar feliz pelo que fiz.

Talvez não. Mas também não vai passar de mais um prejuízo na vida. Tenho quase certeza de que não me desesperarei.

Pois é. Fiz 19 nesse ritmo.

Agradecendo às meninas do Direito que fizeram uma festinha lá pra mim. Fiquei muito feliz mesmo. Eu nunca imaginaria. Brigado!

À mãe que se preocupou muito em fazer o melhor. Eu reconheço o grande esforço. À Isabelle que foi sincera ao me dar um superbeijo. À Débora que me acordou pedindo dinheiro pra pagar a minha cesta de café da manhã. Ao pai, pela indiferença sincera e legal, pois sei que aniversários não significam muito pra ele, mas mesmo assim foi legal.

Mikaele e Iara ligaram, fiquei muito feliz. A Juzinha passou tanto tempo no telefone que eu nem entreguei o trabalho de política (mentira, tava com preguiça de fazer mesmo). À Natacha (a porrinha), sempre presente, sempre importante. Gabi*, Jéssica, Andressa, Nayara e Vírnia pelo sorvete. Rafinha, Jéssica, Jessiquinha e Vanessa pela carta.

Adorei a borracha que o Stênio deu. Ao Yves pelas piadas. Ao Bleno pelo esforço e pela porra do apoio moral que ele deu quando o FDP do Ricardo tacou os ovos em mim.

A todos que de alguma forma se manifestaram.

Enfim, todo mundo que eu esperava que lembrasse lembrou. E eu fiquei feliz com isso.

Obrigado a todos.

Um comentário:

  1. Emocionada aqui... Mas esse negócio do Ricardo tacar os ovos em ti, foi mó paia mesmo. Num tinha outra parte do corpo pra ele tacar não?
    Huashauhsauhsauhsauhsuahsauh

    ResponderExcluir